Visita Encydia-Wikilingue.com

Cartão de crédito

cartão de crédito - Wikilingue - Encydia

Credit-cards.jpg

Um cartão de crédito é um cartão de plástico com uma banda magnética, às vezes um microchip, e um número em relevo que serve como médio de pagamento imposto como norma habitual em todo mundo e permite o pagamento adiado do adquirido.

Entre as mais conhecidas do mercado estão: Visa, American Express, MasterCard, Diners Clube, JCB, Discover, entre outras. As grandes lojas e armazenes do mundo também emitem cartões de crédito para seus clientes.

Os utentes têm limites com respeito à quantidade que podem carregar, mas não se lhes requer que paguem a quantidade total a cada mês. Em lugar disto, o saldo (ou "revolvente") acumula interesse. Pode-se fazer só um pagamento mínimo bem como pagar interesses sobre o saldo pendente. Se paga-se o saldo total, não se pagam interesses.

A maior vantagem é a flexibilidade que lhe dá ao utente, quem pode pagar seus saldos por completo em sua data limite mensal ou pode pagar uma parte. O cartão estabelece o pagamento mínimo e determina os cargos de financiamento para o saldo pendente. Os cartões de crédito também se podem usar nos caixas automáticos ou em um banco para servir de um progresso de efectivo ainda que, a diferença dos cartões de débito, se cobra um interesse pela disposição, comissão e, em alguns países, um imposto porque se trata de um empréstimo.

Um pagamento com cartão de crédito é um pagamento com dinheiro M1 (dinheiro crediticio) que como todo agregado monetário diferente de M0 não é criado pelos bancos centrais senão pelos bancos privados ou as lojas que dão créditos. Por tanto, o fazer efectivo uma cobrança com cartão de crédito depende da solvencia da entidade emissora do cartão. Esse dinheiro crediticio NÃO é do tarjetahabiente, o tem que pagar.

Quando se compra com um cartão de crédito, normalmente a entidade financeira ónus o custo em conta quanto ao lugar no que se efectua a compra . Ao dar autorização, separam a quantidade, mas aplica-a até que se faz o cargo pela compra. Há uma modalidade de pagamento na que se paga uma parte das compras a cada mês. Pode ser sem interesses ou com interesses, depende do plano. Se toma-se o plano de pagamento sem interesses e não cobre o abono completo do mês, o saldo se converte em uma dívida comum do cartão e se paga interesses por ele. Costuma-se cobrar uma quota anual pelo uso do cartão.

Quando se paga com cartão no comércio, o cobrador costuma pedir uma identificação (identificação pessoal, carta de condução, etc ) e exige a assinatura do pagarei ou voucher para acreditar que se é proprietário do cartão. Existem algumas excepções onde não se solicita assinar o recebo, a este sistema se lhe denomina "autorizado sem assinatura" e costuma se utilizar em comércios com grandes aglomeraciones de gente, como o são cinemas, restaurantes de comida rápida e outros lugares similares. Em alguns paises solicita-se o rendimento de um NIP para autorizar compra-las de maneira presencial.

Em caso de uso fraudulento há que dar aviso por escrito à entidade financeira ou loja que lhe dá o cartão pedindo que anule o cargo e seguir os trámites da cada instituição. O emissor do cartão deve demonstrar que a compra tem sido feita pelo proprietário.

Compra-la com cartão de crédito podem ter diversos seguros sobre o saldo financiado.

Conteúdo

Forma e origem

Materialmente o cartão de crédito consiste em uma peça de plástico, cujas dimensões e características gerais têm adquirido absoluta uniformidad, por virtualidad do uso e da necessidade técnica.

A cada instrumento contém as identificações da entidade emissora e do filiado autorizado para empregá-la; bem como o período temporário durante o qual esse instrumento manterá sua vigência. Costuma conter também a assinatura do portador legítimo <3 e um sector com assentos electrónicos perceptibles mediante instrumentos adequados. Estes assentos identificam esse particular cartão e habilitam ao portador para dispor do crédito que implica o a apresentar, sem estampar sua assinatura.

Com respeito à origem, podemos dizer que apareceu nos começos do século XX nos Estados Unidos, em concreto; a ideia surgiu dentro dos escritórios do Chase Manhattan Bank, a mãos de seu director, baixo a modalidade de cartão profissional, insinuou-se com sua forma maioritária ao redor da década dos anos 1940 e tomou difusão desde a metade do século.

A difusão internacional foi produto do emprego em outras nações dos cartões emitidos naquele país, e do estabelecimento local de sucursais das emissoras durante a quinta e sexta décadas.

Tecnologias

Cartão de crédito com microchip.

Actualmente existe uma grande faixa de tecnologias disponíveis para os cartões de crédito.

A tradicional é a da banda magnética. Não obstante, está a estender-se a do cartão de crédito com microchip. Esta tecnologia, desenvolvida por Roland Moreno, na que um circuito electrónico integrado ao cartão realiza a maior parte dos controles relativos a seu uso, oferece mais segurança ao utente e ao banco emissor: o microchip integra dispositivos de protecção electrónica que impedem sua violação ou a leitura sem autorização da informação que contém.

Veja-se também

Enlaces externos

Obtido de http://ks312095.kimsufi.com../../../../articles/a/n/d/Andorra.html"