Visita Encydia-Wikilingue.com

Escudo do Brasil

escudo do brasil - Wikilingue - Encydia

Escudo do Brasil.
Escudo dos Estados Unidos do Brasil.

O Escudo de armas do Brasil foi criado, igual que a bandeira, pelo Decreto Não. 4 do 19 de novembro de 1889. A espada representa à Justiça; a esfera central, de cor azul, contém a constelação da Cruz do Sur, um dos símbolos consagrados do Brasil. Em torno da esfera há 20 estrelas de prata, representando os 20 Estados do Brasil (27 actualmente). A esfera repousa sobre uma grande estrela onde figuram as cores nacionais, o verde e o amarelo: essa estrela representa a unidade federativa do país.

As duas plantas são: à esquerda, o café e à direita, o fumo, isto é, os dois principais produtos do Brasil em 1889.

O fundo rayado de ouro representa a alborada da República. Observa-se que forma uma grande estrela de 20 pontas, simbolizando novamente os Estados do país. A data indicada na fita é a que corresponde à proclamación da República.

A lenda “Estados Unidos do Brasil” foi substituída em 1968 por “República Federativa do Brasil”, segundo o disposto pelas leis 5.389 do 22 de fevereiro, e 5.443 do 28 de maio.

Conteúdo

Selo Nacional do Brasil

Selo Nacional da República Federativa do Brasil.

O Selo Nacional do Brasil é um dos quatro símbolos oficiais da República Federativa do Brasil conforme o estabelece a Lei Nº 5700, do 1º de setembro de 1971. Os outros símbolos da República são a Bandeira Nacional, o Hino Nacional e o Escudo de Armas.

Foi criado mediante o Decreto Nº 4, do 19 de novembro de 1889 e atende as seguintes especificações:

Está formado por um círculo que representa uma esfera celeste, idêntica à da bandeira nacional, com as palavras "República Federativa do Brasil" (República Federativa do Brasil) .

Uso do Selo

É usado para autenticar os actos de governo, os diplomas e certificados expedidos por escolas oficiais ou reconhecidas.

Sobre seu confección

I - Está desenhado por dois circunferencias concêntricas, tendo entre suas rádios uma proporção de 3 a 4.

II - A colocação das estrelas, da faixa e da lenda Ordem e Progresso (Ordem e Progresso) no círculo interior reger-se-á pelas mesmas regras estabelecidas para a confección da Bandeira Nacional.

III - As letras das palavras República Federativa do Brasil (República Federativa do Brasil) terão uma altura equivalente a um sexto da rádio do círculo interior, e de largo um sétimo dessa mesmo rádio.

Armas do Império do Brasil

As Armas do Império do Brasil foram usadas pelos imperadores Pedro I e Pedro II até a queda da monarquia em 1889. Estas armas têm permanecido sem uso desde então.

O 18 de setembro de 1822, onze dias após proclamar a independência do Brasil, o Príncipe Real Dom Pedro assinou um decreto instituindo estas armas declarando “…a partir deste momento as armas deste Império do Brasil serão, em um campo verde, uma esfera dourada sobreimpuesta em uma Cruz da Ordem de Cristo, a esfera rodeada por 19 estrelas de prata em um círculo azul; e uma coroa imperial com diamantes coroando o escudo, cujos lados estarão rodeados por duas plantas de café e fumo como emblemas de sua riqueza [do Império], com suas cores apropriadas e unidos na parte inferior com o laço nacional.”

O 12 de outubro de 1822, quando o novo país independente foi declarado um Império e o Príncipe Pedro se converteu no primeiro imperador do país, o escudo de armas se conheceu como Escudo Imperial de Armas. O número de estrelas no escudo de armas representava o número de províncias no Império do Brasil.

O desenho da Coroa no escudo de armas mudou duas vezes. Desde o 18 de setembro até o 1 de dezembro de 1822, dia em que o Imperador Dom Pedro I foi coroado, se usou o desenho da Coroa Real de Portugal; de ali em adiante até o 18 de julho de 1841 usou-se o desenho da Coroa Imperial feita para o primeiro Imperador do Brasil.

Enlace externo

Obtido de http://ks312095.kimsufi.com../../../../articles/c/ou/m/Comunicações_de_Andorra_46cf.html"