Visita Encydia-Wikilingue.com

Formação do imperativo em espanhol

formação do imperativo em espanhol - Wikilingue - Encydia

Como outras línguas o castelhano apresenta formas verbais para dar ordens, para pedir coisas ou para exigir, estas são as formas de imperativo , que abarcariam já não só as que tem a estrutura verbal perse , senão também as que se podem formar graças a outras formas verbais.

Conteúdo

Formas verbais de imperativo stricto sensu

São as que correspondem em suas desinencias às segundas pessoas de singular e plural, como por exemplo, "come e cala", "bailá", "venham faz favor", "vos sentar". Para o resto das formas, incluindo as formas que concordam com "você/vocês", se utiliza o presente do subjuntivo, como em "caminhem", "vinga você", "esperemos". O verbo ir para o imperativo de primeira pessoa do plural usa geralmente o presente de indicativo, como em "vamos, meninas".

Outras formas verbais

Pode usar-se o infinitivo como imperativo passado, já que o castelhano não possui um tempo verbal específico, a diferença de outras línguas: Ter-to pensado dantes de corrigir-me o artigo. Ademais, neste caso e em outros é possível recorrer ao presente do subjuntivo, empregado para corrigir uma forma de imperativo inexistente: Tivesses-to pensado dantes. Ademais:

Subjuntivo com pronombre ao final com você, vocês, nós, nós:

Com ele, ela, eles e elas, o mesmo que dantes:

O que ocorre é que, para o distinguir do anterior, hoje se prefere usar uma construção Que+(pronombre/s)+subjuntivo sem pronombre ao final. Também há outra norma que diz que o objecto indirecto precede ao directo: Querem-no-lo tirar e que neste caso lhe e lhes passam a se : Tens-lho dito.

Esta construção também serve para enfatizar uma ordem:

Para enfatizar, como em outros tempos verbais, em castelhano se pode fazer acrescentando o pronombre:

Também, para com o imperativo da primeira pessoa do singular, existe a mesma dualidad que para a terceira pessoa:

Negativa

Adverbio de negación+(pronombre se há)+presente do subjuntivo:

Futuro de imperativo

O futuro de imperativo tem formas específicas em algumas línguas existe, em castelhano pode-se apañar com o verbo ir/ir-se+a+infinitivo:

Mudanças

Acentuación de formas verbais com pronombres enclíticos

Em sua Ortografia, a Real Academia Espanhola indica que as palavras compostas por uma forma verbal e um pronombre enclítico se acentuam de acordo às regras gerais de acentuación.

está + está-te =
anda + anda-te = te
tomada + os = toma-os

Perda de letras no imperativo

Cantemos + cantemos-nos> nos (não *Cantémosnos)

Digamos + se + o> Digamos-lho (não *Digámosselo)

Nota: essa norma também seria aplicável a outros tempos verbais com s ao final, mas hoje já só o é ao presente de imperativo, já que, ao resto das formas pessoais dos verbos, não se lhes acrescentam pronombres actualmente.

Não obstante, é normativo usar o infinitivo como imperativo quando vai precedido da preposición a : Meninos, a calar; ou quando se dão ordens a um público em general, sem identificar a ninguém em concreto, como habitualmente sucede nos sinais públicos ou cartazes de aviso: Não tocar, perigo de morte; Não estacionar; e, como se mencionou anteriormente, também valeria para o infinitivo passado.

Obtido de http://ks312095.kimsufi.com../../../../articles/a/r/t/Encydia-Wikilingue%7EArt%C3%ADculos_solicitados_2358.html"