Visita Encydia-Wikilingue.com

Interpretação da lei

interpretação da lei - Wikilingue - Encydia

A interpretação da lei é a operação que consiste em estabelecer algum sentido das normas jurídicas que formam o direito legislado. Trata-se de um tipo de Interpretação jurídica.

Conteúdo

Classificações da interpretação da lei

Quanto às classificações mais frequentes da interpretação da lei, elas se fazem desde o ponto de vista do agente que a leva a cabo, desde o ponto de vista do resultado a que conduz, e desde o ponto de vista de se a actividade interpretativa se encontra ou não regrada pelo ordenamento jurídico.

1. Em atenção ao agente que a leva a cabo, é possível distinguir entre interpretação pública e interpretação privada.

A interpretação pública classifica-se em interpretação legal, judicial e administrativa.
Quanto à interpretação privada, trata-se da que realizam os próprios sujeitos de direito, os juristas e as que levam a cabo os advogados em sua condição de experientes em direito.

2. Desde a perspectiva do resultado a que conduz, a interpretação legal se classifica em estrita, extensiva e restrictiva.

Interpretação estrita é aquela que conduz à conclusão de que o texto legal deve ser interpretado unicamente aos casos que ele expressamente menciona, sem se estender a mais casos dos que este contempla nem se restringir a menos de os assinalados pelo legislador.
Interpretação extensiva, em mudança, é a que como resultado da mesma se conclui que a lei deve se aplicar a mais casos ou situações dos que esta expressamente menciona.
Interpretação restrictiva, por último, é aquela em cuja virtude se desprende que a lei objecto de interpretação deve se aplicar a menos situações das que ela menciona expressamente.

3. A última classificação da interpretação legal é a que distingue entre interpretação regrada e não regrada.

Interpretação regrada é aquela que quanto ao método que deve seguir o intérprete para estabelecer o ou os significados das normas legais interpretadas se encontra normado pelo respectivo ordenamento jurídico.
Interpretação não regrada, em contraste, é aquela que não se encontra regulada pelo ordenamento, de modo tal que o intérprete pode atribuir o significado à norma legal de uma maneira mais livre que na anterior.Interpretação da lei

Métodos ou elementos da interpretação da lei

Métodos ou elementos de interpretação da lei são os meios de que dispõe o intérprete para estabelecer o ou os possíveis sentidos e alcances da lei interpretada. Estes meios são comummente aceitados pela doutrina e em ocasiões consagrados expressamente pelos próprios ordenamentos jurídicos. Estes elementos são o elemento gramatical, o histórico, o lógico, o sistémico e o teleológico.

1. O elemento gramatical é aquele que permite estabelecer o ou os sentidos e alcances da lei fazendo uso do tenor das próprias palavras da lei, isto é, ao significado dos termos e frases de que se valeu o legislador para expressar e comunicar seu pensamento. Este método interpretativo parte do suposto que a vontade e intenção do legislador está impregnada na lei; e como a lei está escriturada, então a melhor maneira de decifrar a verdadeira intenção legislativa é através das palavras de que faz este.

2. O elemento histórico permite interpretar o direito legislado aludindo para isso à história do texto legal que se trata de interpretar. Esta história vê-se refletida na cada uma das histórias ou etapas do processo de formação da lei.

3. O elemento lógico é aquele que para estabelecer o ou os sentidos ou alcances de uma lei se vale da análise intelectual das conexões que as normas de uma mesma lei guardam entre si ou bem, com outras leis que versem sobre a mesma matéria.

4. O elemento sistémico permite interpretar a lei atendendo às conexões da mesma mas com a totalidade do ordenamento jurídico do qual faz parte, incluídos os princípios gerais do direito. Assim, este método não é senão um grau mais avançado do método lógico.

5. O elemento teleológico, por último, é aquele que permite estabelecer o sentido ou alcance de um preceito legal atendendo ao fim desta, isto é, aos determinados objectivos que se procurou conseguir mediante seu estabelecimento.

Regulação por países

Chile

Artigo principal: Interpretação da Lei (Chile)

Em Chile , o Código Civil contempla normas sobre interpretação da lei nos artigos 19 ao 24.

Peru

Artigo principal: Interpretação da Lei (Peru)

Em Peru , os métodos de interpretação da lei em general encontram-se contemplados nos artigos 168º ao 170º do Código Civil.

Com respeito às normas do Procedimento Administrativo estas se interpretam conforme aos princípios contemplados no artigo IV da Lei Nº 27444 "Lei do Procedimento Administrativo Geral", bem como os artigos V, VI e VII da citada norma. Os artigos mencionados consagram a interpretação sistémica por integração do direito administrativo peruano.

Veja-se também

Obtido de http://ks312095.kimsufi.com../../../../articles/a/n/d/Andorra.html"