Visita Encydia-Wikilingue.com

Motor FIRE

motor fire - Wikilingue - Encydia

Motor Fiat FIRE detalhe.

Motor Fire é a denominação comercial de uma família de motores de gasolina de quatro tempos, de 4 cilindros em linha, árvore de cames em cabeça com eixo de distribuição vertical de 8 ou 16 válvulas e disposição transversal delantera produzidos por produzidos por Fiat Group desde 1985. Fabricam-se em diferentes localizações em todo mundo. Na Itália na fábrica de Termoli .

A denominação FIRE, do Inglês "Fully Integrated Robotized Engine", quer dizer que sua fabricação esteve totalmente integrada por robôs (fabricação robotizada), o qual permite um monte mais preciso, utilizando alta tecnologia, e reduzindo assim a margem de erro/defeitos.

Desde 2009 alguns motores FIRE comercializam-se com tecnologia MultiAir, como na variante 1.4 FIRE da Alfa Romeo Mito, onde este inovador sistema de controle das valvulas de admisión fez sua debut.

Conteúdo

História

Os motores Fire começaram a substituir os velhos motores Fiat em meados da década dos oitenta, sendo comercializados pela primeira vez em 1985 a bordo do Autobianchi E10. O projecto era revolucionário: baixo a lógica da integração, conseguiu-se um número de componentes do motor notavelmente baixo, cujo resultado é uma redução de importância e maior facilidade de construção. Este motor de gasolina é mais fiável que os anteriores, menos caro e desenhado para ser fabricado unicamente por robôs , contando com o mesmo rendimento e um consumo menor. A redução do consumo também se obteve mediante uma "combustão pobre", isto é, com uma mistura com excesso de ar em relação ao combustível.

O primeiro Fire, com uma cilindrada de 999cc, mantinha a mesma potência de seu predecessor de 903cc (derivado do Fiat 600) mas melhora o par motor, consumo de combustível e sonoridad. A adopção da árvore de cames em cabeça e a ignição electrónica reduziu drasticamente a manutenção. Montou-se pela primeira vez no Autobianchi E10 e despues no Fiat Um 45. Posteriormente em 1986 apareceu a versão de 769cc que foi montada sobre o Fiat Panda.

O motor de 1108cc aparecido em 1989 é mecanicamente mais elaborado e tem características que se prestam ao desenvolvimento de um aumento significativo de potência mantendo uma relação de compressão baixa.

Em 1993, para satisfazer o regulamento europeu sobre emissões Euro I, as versões com carburador foram substituídas por versões de um sozinho ponto de inyección (SPI), ou inyección multipunto (MPI).

Em 1997 chegou a versão chamada Super-FIRE, com quatro válvulas por cilindro e inyección electrónica sequencial multipunto (SMPI).

Em 2007, com a apresentação do novo Fiat Bravo (2007), apresentou-se o motor Fire 1368cc em versão sobrealimentada, que foi posteriormente montada em outros veículos do grupo, especialmente no Fiat Grande Ponto, e Abarth 500 TC.

Avanços tecnológicos incorporados

Esta nova tecnologia procura aumentar os registos de potência e par motor, reduzir o peso do conjunto, utilizando materiais mais livianos e a bielas em aço forjado elaboradas em uma única peça depois partida (mediante sua marcação por laser) reduzindo o desgaste de buchas pelo menor roce.

Tecnologias verdes e combustíveis alternativos

Desde sua comercialização em 1986 os motores Fiat Fire têm ido recebendo novas tecnologias do grupo. Em 2009 adoptou-se a nova tecnologia MultiAir sobre a base do motor Fire 1.4. Esta tecnologia permite o controle electrónico das válvulas de admisión, o que redunda em maior potência, par e portanto prestações, bem como importantes reduções no consumo e as emissões contaminantes.

Em 2006 sobre a base do motor Fire comercializa-se a tecnologia TetraFuel. Isto permite usar quatro combustíveis diferentes: etanol, gasolina e álcool, gasolina pura e gás natural. Sua aplicação reserva-se ao mercado brasileiro, onde se comercializa equipando ao Fiat Siena, o que o converte no único automóvel do mundo que pode usar quatro combustíveis.

Igualmente Fiat comercializa os motores Fire em versão Natural Power. Isto permite seu uso com gasolina ou/e metano. A diferença das versões de gasolina, consta de dois sistemas de alimentação independentes para a cada combustível e um ou vários tanques para armazenar o metano. Não existe nenhuma outra modificação maior do motor.

Automóveis

Automóveis equipados com motor FIRE em ordem de aparecimento:

Motores em ordem de cilindrada

Fichas Técnicas

Motor FIRE 1.0

Cilindrada total999,1 cc
Modelo do motor
Número de cilindros 4
Diâmetro
Carreira
Relação de compressão 11,65 ± 0.15 : 1
Potência máxima DIN 65,0 CV (47,8 kW) a 6000 rpm (nafta) / 66,0 CV (48,6 kW) a 6000 rpm (Álcool)
Par motor DIN
Bomba de azeite A engrenagens
Embraiagem Monodisco seco
Mecanismo da Embraiagem Resorte a diafragma
Consumo a 90 km/h4,8 L/100 km
CombustívelNafta Super (Bi-Fuel também Álcool)
IgniçãoElectrónico digital incorporado ao sistema de Innyección
Alimentação Inyección Electrónica Sequencial Multipunto Indirecta MAGNETI MARELLI / MPI IAW 4AFB

Motor FIRE 1.3 8V

Cilindrada total1242 cc
Modelo do motor 178 E 8011
Número de cilindros 4
Diâmetro 70,8 mm
Carreira 78,86 mm
Relação de compressão 9,8 +/- 0,2:1
Potência máxima DIN 68,3 cv a 5250 rpm
Par motor DIN 11,3 kgm a 2250 rpm
CombustívelNafta Super (+95oct)
Bujías NGK/BKR5EZ
IgniçãoElectrónico Digital incorporado à Inyección
Alimentação Inyección Electrónica Sequencial Multipunto Indirecta MAGNETI MARELLI / MPI IAW 4AFB

Motor FIRE 1.3 16V

Cilindrada total1242 cc
Modelo do motor SEM ESPECIFICAR
Número de cilindros 4
Diâmetro 70,8 mm
Carreira 78,86 mm
Relação de compressão 10,2:1
Potência máxima DIN 80 cv a 5500 rpm
Par motor DIN 12 kgm a 4000 rpm
CombustívelNafta (+98oct)
Bujías
IgniçãoElectrónico Bosch, integrado com a inyección
Alimentação Inyección Electrónica Sequencial Multipunto Indirecta Bosch Motronic H4 7.3

Motor FIRE 1.4 8V

Cilindrada total 1368 cc
Modelo do motor
Número de cilindros 4
Diâmetro 72mm (SEGUNDO MANUAL DO UTENTE)
Carreira 84mm¨(SEGUNDO MANUAL DO UTENTE)
Relação de compressão 10,2:1
Potência máxima DIN 82 cv a 5500 rpm
Par motor DIN 12,4 kgm a 2250 rpm
CombustívelNafta (+98oct)
Bujías
IgniçãoElectrónico digital, integrado com a inyección
Alimentação Inyección Electrónica Sequencial Multipunto Indirecta

Veja-se também

Referências

Enlaces externos

Obtido de http://ks312095.kimsufi.com../../../../articles/a/r/t/Encydia-Wikilingue%7EArt%C3%ADculos_solicitados_2358.html"