Visita Encydia-Wikilingue.com

Polifonía

polifonía - Wikilingue - Encydia

«Polifónica» redirige aqui. Para a novela visual e suas adaptações, veja-se Shinkyoku Sōkai Polyphonica.

Etimológicamente, polifonía, vem do grego, polyphonía, que significa muitas vozes. Na música reconhece-se como um conjunto de sons simultâneos, em que a cada um expressa sua ideia musical, conservando sua independência, formando assim com os demais um tom harmônico.

Dentro da música ocidental, o primeiro tratado que abordou as normas para compor obras polifónicas foi o anónimo do século X Música Enchiriadis.

O carácter polifónico de uma obra terá como pilar não somente a parte compositiva, isto é, a ideia de independência melódica que o compositor tenha criado, senão também a possibilidade de discriminação auditiva por parte do oyente. Diferentes pessoas poderão escutar com maior ou menor clareza as melodias independentes dentro de uma obra polifónica.

Opõe-se à monodia.

Veja-se também

Literatura

O termo polifonía foi empregue pelo teórico russo Mijail Bajtín para referir-se ao que ele considerava a principal característica de de a novela de Fiódor Dostoyevski. Essa característica consistia em que a cada personagem manifestava ao interior da novela sua forma de ver o mundo, o que produzia que o leitor conhecia tantas perspectivas vitais como personagens principais tinha nos textos. Esse pensamento individual não era relatado por outro (personagem ou narrador), senão pela mesma personagem em uma situação específica onde lhe era inevitável manifestar sua forma de entender o mundo. A polifonía consiste em uma característica dos textos literários que apresentam pluralidad de vozes que se correspondem com múltiplas consciências independentes e inconfundíveis não reducibles entre si. Por tanto, a cada personagem é sujeita de seu discurso e não sozinho objecto do discurso.

Milan Kundera, em seus tratados sobre literatura, também destaca a presença da polifonía na novela, ainda que mais a relaciona com autores modernistas como Hermann Broch e ele mesmo. Propõe a estreita relação entre a música e a estructuración da novela, por tanto a polifonía seria a existência de várias situações que se intercalan sem que uma destas seja dominante.

Obtido de http://ks312095.kimsufi.com../../../../articles/c/ou/m/Comunicações_de_Andorra_46cf.html"