Visita Encydia-Wikilingue.com

Tundra

tundra - Wikilingue - Encydia

Tundra
Tipos principais de hábitat do WWF
(11. Tundra)
Tundra de Groenlandia en verano
Tundra da Gronelândia em verão
Características
Ecozona (s) Neártico e Paleártico
Clima Frio com verões curtos
Tipo de vegetación Arbustos e herbaceos
Latitudes Ao redor e para além do Círculo Polar Ártico
Superfície 7.300.000 km²
Localização
Continente (s) América do Norte e Ásia
País (é) Bandera de Canadá Canadá
Flag of Greenland.svg Gronelândia
Bandera de Noruega Noruega
Bandera de Rusia Rússia
Bandera de los Estados Unidos Estados Unidos
Outros dados
Partilha geográfica
Localización de la tundra
Localização da tundra
Ecorregiones na rede Global 200
(113) Alaskan North Slope Coastal Tundra (Canadá, USA)
(114) Canadian Low Arctic Tundra (Canadá)

(115) Fenno-Scandia Alpine Tundra and Taiga (Finlândia, Noruega, Rússia, Suécia)
(116) Taimyr and Siberian Coastal Tundra (Rússia)
(117) Chukote Coastal Tundra (Rússia)

Ecorregiones de tundra
Ej. de clima de tundra em Svalbard .

A tundra é um bioma que se caracteriza por seu subsuelo gelado, falta de vegetación arbórea, ou em todo o caso de árvores naturais, pelo que é devido à pouca heliofanía e ao estrés do frio glacial; os solos estão cobertos de musgos e líquenes e são pantanosos com turberas em muitos lugares. Estende-se principalmente pelo Hemisfério Norte: na Sibéria,[1] Alaska, norte do Canadá, sul da Gronelândia e a costa ártica da Europa.[1] No Hemisfério Sur manifesta-se com temperaturas bem mais casais durante o ano e em lugares como o extremo sul de Chile e Argentina, ilhas subantárticas como Georgia do Sur e Kerguelen, e em pequenas zonas do norte da Antártida[2] próximas ao nível do mar.

A tundra ocupa aproximadamente um quinto da superfície emergida, subindo as latitudes em direcção a ambos pólos do planeta começam (entre os 45 e 60°, tanto norte como sul) as zonas de tundra, baixando estas latitudes se costumam encontrar bosques de coníferas (no Hemisfério Norte piceas) com algumas betulaceas anãs (isto é a taiga), no Hemisfério Sur com bosques e selva húmida fria antiboreal de fagáceas seguidos de coníferas austrais.[3]

Também existem biomas semelhantes aos de tundra por efeito de altura (páramos montanos), como no Tíbet e em diversos níveis das montanhas ao redor do mundo como ocorre em zonas tropicais de Peru e Bolívia.

Podem-se distinguir dois tipos de tundra: alpina e ártica; a alpina, ou de alta montanha, encontra-se em zonas montanhosas, enquanto a ártica encontra-se em zonas mais baixas em onde se formam charcos e é nesta onde há maior presença de vegetación.

Conteúdo

Situação e Clima

São zonas próximas aos pólos, em torno dos círculos polares onde os invernos são extremamente frios, os verões curtos e frescos. Com chuvas ligeiras em verão e nevadas o resto do ano. Seu clima polar propícia que durante os longos invernos a temperatura permaneça por embaixo dos zero graus e que o terreno esteja coberto por gelo e neve. Em mudança durante os curtos verões a temperatura pode variar de zero a dez graus centígrados pelo que grandes extensões se convertem em pântanos nesta época, devido ao deshielo e a que os solos não permitem que se filtre a água devido ao permafrost o que favorece a solifluxión, dando lugar a pântanos (turberas).

Carbono

Cabe realçar que mas de um terço do carbono sequestrado no solo se encontra nas áreas de taiga e tundra. Quando o permafrost se funde um pouco, liberta carbono como dióxido de carbono, efeito que se observou em Alaska. Nos anos 70, a tundra era um depósito de carbono, mas na actualidade considera-se-lhe mais como uma fonte de carbono gasoso.[4]

Fauna

A fauna, nas tundras, possui a necessidade de proteger-se do frio, para isto os diferentes organismos possuem diferentes formas para se proteger do fritou dependendo de sua regulação da temperatura. Assim, homeotermos; desenvolvem um denso pelaje, acumulam uma grande quantidade de gordura subcutánea, sua relação superfície volume é o mais pequena possível para assim se isolar do fritou, constroem galerías na neve quando não há permafrost no solo, e por último alguns migram em épocas muito frias como o reno e o caribú. Os poiquilotermos por sua vez, contemplam estados de resistência ao fritou, com ciclos de desenvolvimentos curtos em épocas cálidas, abundam assim os insectos ápteros e acuáticos, escasean os reptiles e anfibios. Os níveis tróficos são muito curtos em inverno, com poucas espécies não migratorias, aumenta a corrente trófica com a chegada dos animais migratorios. Em ecosistemas litorais as aves e os mamíferos litorais como focas e lobos de mar (Otaria flavescens) também são um importante componente migratorio. Dado o anterior e a pouca diversidade de presas, as mudanças de um afectam ao conjunto e daí as grandes flutuações populacionais periódicas das tundras. do que é geral. Entre os animais podemos encontrar herbívoros, como o caribú, reno, boi almizclero, lebre ártica, cabra nival e o lemming, e carnívoros, como o urso branco (no extremo norte) lobo, halcón gerifalte, urso kodiak e o búho nival; os salmones são, em grande parte, a base da rede trófica para a fauna deste bioma[5]

Flora

A vida vegetal vê-se exposta a baixas temperaturas o qual lhe dificulta sua sobrevivência devido à dificuldade para conseguir água a qual esta congelada na maior parte do ano, ademais o material orgânico mineralizado é muito pobre devido à baixa taxa de descompocicion da matéria orgânica. Nas tundras onde as temperaturas são inferiores a 10 °C no mês mais frio e períodos anuais sem gelos inferiores a 3 meses se imposibilita o crescimento arboreo, pelo que as plantas comuns são os pastos, musgos e líquenes, que não passam os 10 cm de altura, graças aos fortes ventos que os fazem se manter colados ao solo.

Características Para A Vida Vegetal

Produtividade

Tundra alpina e tundra andina

A tundra alpina está situada nas montanhas através do mundo em alta altitude onde as árvores não podem crescer. A estação de crescimento e desenvolvimento dura aproximadamente 180 dias. A temperatura da noite é geralmente por embaixo de baixo 0 °C. Diferencia-se da tundra andina, por seus solos bem drenados. As comunidades de plantas são similares às árticas.[6]

Clima

luminosidade: aumenta a directa e diminui a difusa.

Referências

  1. a b «The Tundra Biome». The World's Biomes. Consultado o 5 março 2006.
  2. «Terrestrial Plants». British Antarctic Survey: About Antarctica. Consultado o 5 março 2006.
  3. Brancaleoni, Lisa; Jorge Strelin, Renato Gerdol (2003). «[Expressão errónea: operador < inesperado Relationships between geomorphology and vegetation in subantarctic Andean tundra of Terra do Fogo]». Polar biology 26 (6):  pp. 404–410. doi:10.1007/s00300-003-0499-7. 
  4. Oechel, Walter C.; et a o. (1993). «[Expressão errónea: operador < inesperado Recent change of Arctic tundra ecosystems from a net carbon dioxide sink to a source]». Nature 361 (6412):  pp. 520–523. doi:10.1038/361520a0. 
  5. «Tundra». Blue Planet Biomes. Consultado o 5 março 2006.
  6. «The tundra biome».

Enlaces externos

Obtido de http://ks312095.kimsufi.com../../../../articles/a/r/t/Encydia-Wikilingue%7EArt%C3%ADculos_solicitados_2358.html"